quarta-feira, 19 de julho de 2017

Existe uma ciência por trás da ideia de reencarnação?



Cientista norte-americano está mapeando padrões a partir de relatos de vidas passadas.

Jim B. Tucker, doutor e professor de psiquiatria da Universidade da Virgínia, nos EUA, estuda há décadas o fenômeno da reencarnação no Ocidente. Sua pesquisa está focada em crianças de até 7 anos que recordam de suas vidas passadas.

Dentre os vários casos analisados, Tucker descobriu alguns padrões bastante curiosos. Setenta porcento das crianças que afirmam lembrar de suas vidas anteriores acreditam ter morrido de causas não naturais. O período médio entre a morte do primeiro indivíduo e o novo nascimento parece ser de 16 meses. Além disso, grande parte das crianças estudadas possuem marcas de nascimento que correspondem às feridas que causaram suas mortes na vida passada.

Para explicar essa teoria controversa, Tucker utiliza a metáfora do televisor, que serve para reproduzir um sinal, apesar de não criá-lo. Do mesmo modo, a consciência seria uma entidade não física independente do corpo que a abriga. O cientista acredita que os avanços no campo da física quântica poderão fornecer dados fundamentais para compreender esse fenômeno.

Fonte: Guioteca

Imagem: Shutterstock

Nenhum comentário:

Postar um comentário