sábado, 11 de março de 2017

A Pirâmide Negra de Gizé realmente existiu?



Segundo diário de explorador do séc. XVIII, estrutura era feita de pedra escura, com pedestal no topo!

Frederic Norden foi um explorador dinamarquês, autor do livro “Voyage d’Egypte et de Nubie” (Viagem pelo Egito e Núbia, na tradução). Em um texto póstumo, ele relata as descobertas e compartilha desenhos detalhados de sua expedição pelo Egito, realizada a pedido do rei Cristiano VI da Dinamarca, em 1737. Um dado em particular ainda intriga os especialistas: as menções a uma pirâmide negra, que seria a quarta pirâmide de Gizé.

Segundo Norden, essa pirâmide misteriosa foi construída “com uma pedra mais escura que o granito comum” e “seu topo termina em uma única pedra grande, que parece ter servido como um pedestal. O topo foi construído com uma pedra de cor amarelada”.


Alguns arqueólogos sugerem que o explorador poderá ter confundido um dos monumentos secundários de Gizé com uma quarta pirâmide. No entanto, os mapas criados por Norden parecem refutar essa hipótese.

Até o momento, não foi encontrada nenhuma evidência que comprove a existência dessa estranha edificação. Algumas pessoas acreditam que ela poderá ter sido destruída no final do século XVIII, para que suas pedras fossem utilizadas na construção da cidade do Cairo.

Fonte: Daily Motion

Imagem: By Yasser Nazmi [CC BY-SA 3.0, via Wikimedia Commons]

Nenhum comentário:

Postar um comentário