domingo, 15 de janeiro de 2017

Quem colocou este monólito em Fobos, uma das luas de Marte?



Marte possui duas luas, Fobos e Deimos, nomes estes dados aos personagens da mitologia grega atribuídos ao ‘medo’ e ao ‘terror’. Esses pequenos satélites são irregulares e circulam o planeta em órbitas estranhas. A maioria dos astrônomos concorda que seus formatos dão indicadores de suas origens: asteroides capturados pela força gravitacional de Marte.

As imagens da NASA mostra que Fobos, o menor do dois satélites, tem uma estrutura peculiar em sua superfície. De formato retangular e elevando-se a 90 metros de altura, o assim chamado ‘monólito em Fobos’ já gerou muita controversia desde que foi descoberto pela missão Mars Globa Surveyor, em 1998.

Entusiastas do fenômeno dos OVNIs especulam que Fobos poderia ser um corpo artificial oco, e que o monólito também poderia ser de origem alienígena. Suas suposições são primariamente baseadas nos cálculos do cientista russo Iosef Smuilovich, o qual teorizou que os movimentos de Fobos não eram consistentes com o que se esperava de corpos celestes de seu formato e tamanho.

Se o estranho satélite for na verdade artificial, a importância da estrutura similar a um obelisco em sua superfície será diminuída um pouco. Se toda essa lua foi construída, o monólito seria somente um componente da estrutura. Por outro lado, o monólito é encontrado numa região sem outras características geográficas daquela lua, assim ele poderia ser mais importante do que suspeitamos.

As astrônomos combateram a teoria de Samuilovich, com alegações de que a lua de 22,5 quilômetros de largura poderia ser altamente porosa por natureza e que isso seria a razão pela qual ela se move em trajetória não previsível.

Irrelevantemente da natureza verdadeira de Fobos, o mistério ao redor do monólito permanece válido. Evidência fotográfica mostra que o monólito aparece como um objeto claro próximo da cratera Stickney. Definitivamente o monólito não é o produto do mal funcionamento da câmera, já que ele projeta uma sombra na superfície de Fobos.

Os dados disponíveis indicam que o objeto retangular está ereto numa região desprovida de outros marcos, como se fosse um testamento de sua própria natureza controversa.  Não há nada como ele em toda essa lua. Este estranho objeto trás muitas questões à mente das pessoas: Quem o colocou lá e por que?  Ele serve para algum propósito?

O ex-astronauta Buzz Aldrin ‘colocou mais gasolina no fogo’ quando disse que o monólito em Fobos merece uma investigação.  Ele disse:

    Deveríamos visitar as luas de Marte. Há um monólito lá – uma estrutura muito incomum neste pequeno objeto em formato de batata, que circunda Marte uma vez a cada sete horas.

O planeta vermelho é repleto de enigmas e a maioria deles aponta na direção da existência de uma avançada civilização marciana no passado distante. Parece que toda a semana descobrem um objeto fora de lugar nas fotos que o jipe-sonda Curiosity da NASA envia para a Terra. Desde crânios alienígenas e esqueletos, até restos de torres antigas e o que parecem ser OVNIs acidentados, Marte é o lar de uma gama de coisas que não deveriam estar lá.

Será que o futuro trará as respostas para as questões que têm incomodados aqueles que acreditam?  Quando encontraremos as confirmações para nossas suspeitas?

Missões futuras para Marte devem fornecer uma gama de informações pertinentes a este delicado assunto, e se a história nos ensinou algo, é o fato de que nossos conceitos, irrelevantemente de quão bem estabelecidos, são sujeitos à mudança.



Fonte : Ovni Hoje

Nenhum comentário:

Postar um comentário