domingo, 20 de novembro de 2016

Um “grande gritão sem-vergonha e audacioso”: as profecias de Nostradamus sobre Trump



Especialistas no trabalho do astrônomo e vidente medieval Nostradamus afirmam que, entre suas profecias, estavam previstas a chegada de Donald Trump à presidência dos EUA e as terríveis consequências disso.

Em sua obra, na quadra 81 da Centúria III, é possível ler uma oração sobre a ascensão de um “grande gritão sem-vergonha e audacioso”, descrição que muitos acreditam servir ao novo presidente. Em seguida, o texto explica que esse homem “será eleito como governador do exército” (nos EUA, é o presidente quem comanda as forças armadas) e em seguida: “a audácia de sua disputa, a ponte quebrada, a cidade desmaiada de medo”.

Mais adiante, Nostradamus adverte que “o trompete falso que oculta a loucura fará com que Bizâncio mude de leis”. Os especialistas ressaltam que o trompete se refere a Trump, e Bizâncio é, nesse caso, o grande país do norte, um centro poderoso ao qual chegam imigrantes de todo o mundo, assim como a antiga capital medieval. Eles acreditam que esse parágrafo em especial poderá se referir às mudanças de legislação migratória anunciadas por Trump.

Os seguidores de Nostradamus também advertem, ameaçadoramente, que a vitória do republicano anuncia o fim do mundo em um catastrófico holocausto nuclear.

Embora a relação entre essas palavras escritas há mais de 500 anos e o momento sociopolítico atual dos EUA pareça evidente para os estudioso do assunto, céticos afirmam que a imprecisão com que Nostradamus se expressa permite que suas previsões possam se adaptar a diversos contextos.

Fontes: RT , Inquisitr

Nenhum comentário:

Postar um comentário