quinta-feira, 20 de outubro de 2016

Os mitos e verdades sobre o Antigo Egito




Da invenção dos hieróglifos à construção das pirâmides, listamos aqui 5 dos principais mitos relacionados ao Antigo Egito.

Até hoje, milênios depois do seu auge, o esplendor do Antigo Egito ainda deslumbra o mundo inteiro. Sua marca impactou as culturas que o sucederam e, durante nosso tempo, diversos gêneros, especialmente a ficção científica, criaram muitos mitos que aqui desvendamos.


1- Eles inventaram os hieróglifos.
Embora se acredite que os hieróglifos tenham sido criados pelos egípcios, a verdade é que o mais provável é que eles tenham chegado às terras da antiga civilização durante alguma invasão dos povos do Sudoeste Asiático.

2- Cleópatra era bonita.
A última e famosa rainha do Egito, que conquistou Júlio César e Marco Antônio, na verdade, não era tão bonita quanto nos filmes de Hollywood que a retrataram. As moedas cunhadas naquela época revelam uma mulher de traços masculinos, embora seja verdade que existam autores que a tenham definido como uma mulher sedutora e extremamente inteligente.

3- Os servos eram assassinados para ser enterrados ao lado dos faraós.
O Egito teve cerca de 300 faraós e apenas dois deles, da primeira dinastia, assassinaram seus servos para que fossem enterrados junto com eles.

4- As pirâmides foram feitas por escravos.
Apesar do arraigamento dessa crença, pesquisas demonstraram que artesãos e trabalhadores profissionais foram sepultados ao lado das pirâmides, em locais privilegiados. Também foram encontrados restos ósseos de vacas, animais que forneciam um alimento privilegiado para a época. Embora não se descarte o envolvimento de escravos, a verdade é que eles foram uma minoria.

5- As pirâmides não eram decoradas.
Por muito tempo, acreditou-se que suas paredes eram lisas e descobertas. No entanto, sabe-se que há passagens da pirâmide de Gizé que possuem hieróglifos e já foram encontrados também vestígios de pintura que demonstram que havia paredes pintadas de vermelho e branco.

Fonte: Supercurioso

Nenhum comentário:

Postar um comentário