segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Físicos querem criar um "pequeno sol" na Terra



Um reator nuclear experimental capaz de gerar energia sustentável, limpa e inesgotável! Esta certamente seria a solução perfeita para um dos maiores problemas que o mundo enfrenta atualmente. Na realidade, esta alternativa está sendo estudada pelo cientista Manuel García Muñoz, coordenador de um grupo de pesquisadores da Universidade de Sevilha, na Espanha. Segundo ele, “a ideia seria reproduzir a forma como as estrelas geram energia, fusionando os núcleos de seus átomos. Naturalmente, em uma escala muito menor”.


Para que isto ocorra é preciso uma temperatura de 20 milhões de graus, em torno de 100 milhões quando se trata de reatores operando na Terra. O segredo é conseguir fabricar reatores nucleares que controlem com perfeição a fusão de isótopos de hidrogênio gerada em seu interior. “Não dispomos de material que consiga suportar essa temperatura, por isso devemos manter o plasma protegido por campos magnéticos e longe das paredes do reator, levitando no espaço vazio”, esclarece García Muñoz.

Tudo muito complexo, porém não impossível. A energia obtida com um copo d’água equivaleria a energia consumida por uma pessoa durante toda a sua vida. O grupo liderado pelo cientista está tentando provar que a energia derivada da fusão nuclear pode ser viável, tanto do ponto de vista tecnológico como econômico e, em alguns anos, poderia ser a solução definitiva para a iminente escassez de petróleo.

Fonte : History

Nenhum comentário:

Postar um comentário