segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Busca pelo "Pé Grande" pode estar perto de um desfecho


Um grupo de pesquisadores defende, sem sombras de dúvidas, que o misterioso Pé Grande, ou Yeti, realmente existe.
O time de cientistas, liderado por Melba Ketchum, concedeu uma entrevista coletiva à imprensa, em que explicou que, há cinco anos, o grupo vem travando uma batalha "longa e tediosa" para confirmar a existência do Sasquatch, como esta criatura é chamada entre os pesquisadores. Recentemente, voltaram a aparecer vários vídeos e relatos de supostos encontros com o Pé Grande.


O objetivo do grupo de pesquisadores, formado por vários forenses norte-americanos, é apresentar uma análise de DNA que irá fornecer provas contundentes para que a comunidade científica aceite a classificação desta família humana, que teria surgido há, aproximadamente, 13 mil anos. Uma vez que isso aconteça, Ketchum e sua equipe planejam seguir em frente com os estudos sobre as origens do Sasquatch, que, de acordo com algumas hipóteses, seria um cruzamento do homem moderno com outros hominídeos como o Homo sapiens, o Neandertal, o Denisova e outros.



Na coletiva de imprensa, a chefe da pesquisa desabafou sobre o ceticismo em geral da comunidade científica sobre o assunto: "faz cinco anos que temos provas, mas a obtenção dos dados suficientes para convencer a ciência tradicional nos tem tomado muito tempo. Publicar os achados levou quase dois anos (...) Parece que a ciência tradicional simplesmente não pode tolerar algo que é controverso, especialmente quando isso vem de um grupo de pesquisadores forenses que não são "acadêmicos famosos", alinhados com as grandes universidades".

Fonte : History

Nenhum comentário:

Postar um comentário