sexta-feira, 20 de setembro de 2013

A teoria do ‘Big Bang’ pode ser somente um mito



Tudo que se pensa sobre o universo hoje pode estar errado.
Por décadas os cientistas especularam que o universo foi criado após uma gigantesca explosão (conhecida como o Big Bang), de um ponto onde toda a matéria conhecida em nosso universo estava concentrada.
Apesar desta teoria ajudar a explicar o porquê do universo parecer que está se expandindo em todas as direções, ninguém ainda sabe o que poderia ter ativado tal explosão violenta.  A teoria do Big Bang também não explica porque a temperatura é praticamente uniforme em todo o universo, pois, como explicado por pesquisadores na publicação científica Nature,  “não parece ter havido tempo suficiente desde o nascimento do cosmos para que ele chegasse à uma temperatura equilibrada“.
Astrofísicos do Instituto Perimeter de Física Teórica em Waterloo, Canadá, publicaram um documento que discute uma teoria alemã, a qual oferece a explicação de que o universo seja uma ‘membrana’ tridimensional que está boiando em um ‘universo bulk‘ (que contém mais universos) quadridimensional.

O universo bulk é um conceito muito complicado, tirado da teoria das cordas, que apresenta a ideia de que o espaço seja um plano de dimensões infinitas, através do qual outros planos de dimensões infinitas bóiam.
A equipe defende a tese de que se o ‘universo bulk‘ contem estrelas de quatro dimensões, algumas delas podem entrar em colapso e causar buracos negros, da mesma forma que as estrelas em nosso universo o fazem – elas se transformam em supernovas, ejetando suas camadas exteriores, enquanto as camadas interiores entram em colapso, formando um buraco negro.
Os buracos negros em nosso universo possuem a forma esférica e contém algum tipo de membrana que os mantém desta forma.  Estas membranas são conhecidas como ‘horizonte de eventos‘.  Tudo que passar para dentro deste horizonte de evento não escapa mais, porque a força gravitacional é tão grande que torna a fuga impossível.  Em nosso universo somente um objeto bidimensional é capaz de se tornar um horizonte de evento dentro de um buraco negro, explica Nature.  Contudo num universo bulk, o horizonte de evento de um buraco negro quadridimensional teria que ser tridimensional, conhecido como ‘hiper-esfera’.
Em resumo, isto significa que uma estrela que atravesse o plano multidimensional e fosse atraída por um buraco negro, metade dela seria engolida e a outra metade que sobreviveu daria origem à criação do universo.
O fato de que o nosso universo esteja se expandindo em todas as direções poderia simplesmente ser um sinal de expansão cósmica, e não da origem do universo por si mesma, sugerem os pesquisadores.
“Os astrônomos mensuraram essa expansão do universo e concluíram que o universo tenha começado com o Big Bang, mas isso é somente uma miragem“, disse o chefe da equipe, Niayesh Afshordi.
Porém, a teoria proposta tem algumas falhas.  Até agora ela não explica completamente como a expansão do universo ocorreu.
A Agência Espacial Europeia registrou pequenas flutuações na temperatura do universo e descobriu que o cosmos contém impressões de radiação, o que combina com as previsões feitas pela teoria do Big Bang.  Obviamente isto cria uma discrepância na pesquisa dos astrofísicos.
Os cientistas disseram que estão ‘voltando para a prancheta de desenho’, a fim de ajustarem seu modelo.
Aguarde, pois pode ser que tudo que sabemos sobre o universo esteja errado.

Fonte : Ovni Hoje

Nenhum comentário:

Postar um comentário