terça-feira, 8 de maio de 2012

A lenda de Utsuro Bune




Para aqueles que não sabem, o Período Edo do Japão (1603 a 1867) foi uma época muito próspera para o povo japonês. Pela maior parte desta era, o Japão estava quase que completamente cortado do resto do mundo. Não havia comércio, viagem e tampouco migração ocorrendo por estes mais de duzentos anos. Era um total isolamento do restante do mundo, o qual quase nem sabia da existência dos habitantes do Japão, seus costumes, práticas e religiões. Para os japoneses, este isolamento os permitiu viver longe da guerra e focar em sua cultura, arte e situação econômica.


Esta é a história da Utsuro-bune, ou “Nave Oca” do Japão. É um mistério que pode ter várias explicações e não é necessariamente conectada à uma visita extraterrestre. Aliás, provavelmente não foi, mas mesmo assim, se trata de algo interessante que carrega consigo esta possibilidade.
Era o ano de 1803 e alguns pescadores da costa de Harash-ka-hama, que está localizada no norte do Japão, estavam relaxando após um dia duro de trabalho, quando avistaram algo estranho vindo para a costa. De longe, os homens avistaram o que parecia ser um barco de aparência estranha. O objeto parecia estar vagando sem rumo pelo Oceano Pacífico. À medida que vagava mais próximo da costa, os homens decidiram se aventurar ao seu encontro, para melhor observá-lo’.
Cuidadosamente os pescadores foram em direção ao objeto. Quando se aproximaram, eles notaram que este não era um barco qualquer. Pelo menos, não era nada haviam visto antes.
Os homens decidiram rebocá-lo até a costa. Naquele momento, haviam mais pessoas por sua volta, as quais estavam curiosas para ver o que estava em seu interior.
Todos rapidamente o cercaram e começaram a examinar o material com o qual o objeto havia sido construído. Pelo que se sabe, a descrição da parte superior do objeto era similar ao bambu. Parecia ser algo muito forte e liso, com uma camada de tinta vermelha que cobria toda a parte superior. Também na parte superior haviam várias janelas de vidro, ou cristal, as quais os permitiam ver para dentro do objeto. Estas janelas estavam cobertas por barras, talvez como ornamentos, ou talvez como medida de proteção.
Quanto à parte inferior do objeto, a lenda relata que era construída com placas de latão. Um desenho muito bizarro para a época. Mas o que era mais bizarro foi o que estava dentro do objeto.
A parte interior do objeto



Olhando para dentro do objeto, os pescadores viram um interior decorado por símbolos estranhos, pelo menos para eles. Os símbolos, parecidos com formas geométrica, confundiram os pescadores japoneses. O que eles significavam? De onde vinham?
Estas questões desapareceram rapidamente, pois os homens fizeram uma descoberta excepcional. Dentro do objeto, entre os estranhos hieróglifos, havia uma jovem mulher sentada.
De acordo com a história, a mulher era muito jovem e parecia ter somente 18 ou 20 anos de idade. Ela foi descrita como tendo cabelo e sobrancelhas vermelhos como o fogo, e uma pele rosada macia e muito pálida. Os homens notaram que a mulher também tinha mechas brancas e longas nos cabelos e vestia uma roupa feita com tecidos desconhecidos.
À medida que os homens rapidamente cercavam o objeto para ver esta estranha, eles notaram que ela estava agarrada à uma caixa alongada, a segurando contra seu peito. A mulher levantou e os homens se afastaram. Ali, em plena luz do dia, a misteriosa viajante saiu do objeto e plantou seus pés em solo japonês.
A visitante



Os homens notaram que, não somente a misteriosa visitante não se parecia como eles, mas que também ela falava uma língua estranha. A mulher foi descrita como sendo muito amigável e cortês.
Tanto os pescadores quando a visitante tentaram se comunicar, mas foi tudo em vão.
Sentindo que eles não estavam avançando, os pescadores decidiram ver o que a visitante estava segurado dentro da caixa alongada. Ela nunca permitiu ninguém tocar a caixa.
Os homens tentaram novamente comunicar com ela e ela, por sua vez, também tentou fazer um intercâmbio de informações.
Após tentativas de comunicação, os pescadores relataram que a mulher desistiu e voltou para dentro da Utsuro-bune, retornando para o mar.
Certamente, se a história for verídica, há várias possibilidades para explicá-la. E estas vão desde visita extraterrestre até uma ruiva que teria sido colocada em um barco vindo de outro continente.
De qualquer forma, uma coisa é certa: a história da Utsuro-bune para sempre será um mistério

Nenhum comentário:

Postar um comentário